As emoções que só a Sulamericana me deu e nos dá.

Era Quarta-Feira aquele 12/12/12, pra mim o que mais importava nessa data era seguir viagem até o bairro do Morumbi para fazer o que eu vinha fazendo nos últimos jogos da competição que assim como a Libertadores, eu aprendi a amar. Encontrei um dos meus melhores amigos, camisa em peito, êxtase em alta. Estive com esse mesmo amigo nos dois jogos anteriores no Morumbi e não poderia deixar de ir para mais um, dessa vez na final, contra o Tigre, equipe nova, desconhecida até então, diferente do caminho ao Morumbi, tão bem conhecido quanto quem me conhece, sabe da paixão que tenho pela equipe Tricolor do Morumbi.

A chegada no estádio como sempre arrepiou, fogos, gritos, cânticos, era final, mais uma final internacional. Como já dito, a Sulamericana me emociona, digo mais abaixo.

Era a despedida de Lucas, muitos na mídia falavam do menino fazer um jogo básico, procurando não se machucar e melar a negociação (já concluída) com o PSG. Diferentemente, Lucas voou em campo, apanhou os 47 minutos em que teve o primeiro tempo, tiraram sangue do mesmo, mas Lucas não parou 1 minuto se quer e nos deu o primeiro gol da final e o último dele com a camisa do Tricolor. A alegria compartilhada com o choro na arquibancada azul, o choro da despedida do rapaz e de ver novamente o São Paulo campeão. Levamos o título, seja em campo, seja por W.O. levamos o título.


A alegria de ver Lucas e Rogério levantando aquela taça é algo que vou levar para a vida, tal qual a narração de Luciano do Valle. Sou um apaixonado e adepto ao Jornalismo Esportivo e sempre acompanhei o trabalho de Luciano do Valle, era o narrador que eu mais gostei em toda minha vida. Apaixonado de verdade por seu trabalho, acompanhar a final narrada por ele, dias depois de estar no estádio me emocionou da mesma forma e até mais. Agradeço muito a Deus por esse dia e por todos que fizeram parte dele. Desde o amigo que estivera comigo, aos que estavam em campo e ao que hoje descansa ao lado Dele e que narrou essa partida.

Deixo abaixo o link com a emocionante narração desse gol.

Hoje novamente começa mais uma Sulamericana em nosso caminho, hoje aquele que estava em campo defendendo a meta Tricolor, hoje encontra-se em nosso banco de reservas, ou melhor, nas linhas que delimitam o banco de reservas, no comando de nossa equipe. Hoje somos uma outra equipe, a Sulamericana é a mesma, o sentimento é o mesmo, a vontade de vencer que tivemos lá em 2012 será a mesma, hoje como sempre, estaremos ao lado do Tricolor para buscar novamente essa conquista. Hoje como sempre é dia de colocar a camisa e torcer os 90 minutos e por ser sulamericana é ainda mais especial, pelo menos para o campineiro apaixonado pelo São Paulo que aqui vos fala. Acima de tudo, hoje é dia de São Paulo Futebol Clube!

Nosso adversário, Defensa y Justicia nos respeita perante nossa história, tal qual devemos os respeitar em campo, hoje iniciamos contra eles a nossa caminhada na competição sul-americana nesse ano. Que comecemos novamente uma Sulamericana com o pé direito e busquemos novamente a alegria e a glória que já nos foi possibilitada.

VAMOS SÃO PAULO, CARAJO!

Fotos: André Montejano e VIPCOMM.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s